Um Ítalo-Brasileiro Recordista

3
5924
Um Ítalo-Brasileiro Recordista

O baianinho Lorenzo da Silva Baldin pode ser considerado o primeiro paramirinhense a registrar uma dupla cidadania. Nasceu no hospital José Américo Rezende em 10 de novembro de 2009. É filho de Gilberto Baldin (italiano) e da brasileiríssima Elisângela Lopes da Silva, cujo matrimônio realizou-se na província de Veneza, mais precisamente em Chioggia – Itália, em 27 de setembro de 2003. Ele comerciante, ela jornalista, formada pela Unesp em 1998.

Nem é preciso dizer que o nosso escorpiano é um garotinho sapeca, interativo e super inteligente. Com apenas seis aninhos, já está alfabetizado, escreve pequenos textos, fala duas línguas (italiano e português), é divertido, gosta de praia e piscina, canta, frequenta escola, faz curso de catequização, é católico, memoriza historinhas com muita facilidade e elabora pequenos projetos na área da construção civil.

Como toda criança da atualidade, não pode ver um vídeo game, um tablet ou um celular que lá está ele com os dedinhos desempenhando suas habilidades na internet a meter inveja em gente grande, apesar das limitações imposta pelos pais, é claro. Passar uma mensagem e fazer pequenas filmagens é com ele mesmo, tudo com muita graça ou com a seriedade de um adulto, conforme a situação.

Possui um rico vocabulário para a sua idade, emprega os adjetivos com muita precisão e quando se senta com os pais para conversar parece dois adultos. Com três anos de idade já decifrava todos os sinais de trânsito, aprendeu rezar o Pai Nosso em toda sua extensão e se porta de forma educada em qualquer eventualidade, principalmente quando quer conquistar algo ou se desculpar por qualquer proeza cometida. Sabe fazer amizade como ninguém até mesmo com pessoas que vê pela primeira vez. Pudera criou-se vendo e ouvindo o Patati e Patatá, daí a sua sensibilidade de humor.

Seu currículo de viagem é extenso e variado. Nasceu no Brasil, mora na Itália, conhece a Grécia e outros países europeus. Está acostumado com o intenso frio do norte da Itália, onde a temperatura tem chegado a baixíssimos graus durante o inverno. Já viajou de navio, barco, trem, ônibus e automóvel, inclusive de metrô, o que já não é mais novidade em várias partes do mundo.

Além de sua dupla cidadania é também um recordista de viagens aéreas. A primeira delas quando ainda estava no ventre materno. No sétimo mês de gestação, sua mãe voltou a Paramirim para ter o prazer de vê-lo nascer no seu torrão de origem. Com apenas dois meses de idade retornou à Itália. Daí para cá, fez mais três viagens de ida e volta ao Brasil, às vezes fazendo escala no Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador, sem se falar nos passeios recentes à Grécia e ao Rio Grande do Norte, todos eles de avião. Ao todo são quase cento e vinte horas de voos, o que se divididas fossem pela sua idade cronológica, corresponderia a mais de uma hora por cada mês de vida.

Se por um lado, tudo isso é um privilégio, uma marca alcançada por uma pessoa de tão tenra idade, por outro fico eu aqui nas minhas rabugices, cheio de orgulho e extremamente feliz por tê-lo como neto, ora palpitante de alegria por vê-lo chegar juntamente com os pais, ora cheio de saudades por vê-los partir de retorno a Europa, como estou a sentir agora. Por isso Ló, para provar o carinho e o amor que tenho por ti, registro este testemunho, como se fosse a primeira página de tua biografia, com certeza, se Deus assim o permitir, o começo de uma bela história.

Publicidade

3 COMENTÁRIOS

  1. Lindo texto,Sr.Domingos. As lágrimas lavaram o meu rosto não só pelo belo e emocionante texto, mas também porque sou neta e sei o significado dos meus avós para mim. Parabéns por ser esse avó tão amoroso e exemplar.

  2. Lindo texto, Professor Domingos!!!! Fruto da seu olhar sensível, da sua precisao nas palavras e, principalmente, do seu amor por esse neto tão especial !!! Saudades daquelas aulas de redação em que comecei a desenvolver minha curiosidade pela literatura e pela escrita! Sinto-me privilegiada por ter tido o senhor como uma pessoa importante na minha formação acadêmica!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui