Sábado, 24 Agosto 2019
Buraco de fuga, delegacia de Paramirim

O buraco que aparece na foto não é o oco de um caboré, nem muito menos o esconderijo de uma coruja. Também não é a toca de um tatu, nem tão pouco um mega formigueiro. Bem que poderia ser uma cratera aberta na Terra pela queda de um meteorito ou a boca de um extinto vulcão. Se não é a morada de um vivente,nem o rompimento do solo por um fenômeno da natureza, o que poderia ser, então?

Tô nela! Histórias sobre Paramirim

Esta história de “ coisa feita ” ou “ coisa mandada ” não me convence, mas também não duvido. Esta é a melhor saída para quem não tem conhecimento pleno dos fatos misteriosos que aconteceram ou que acontecem por aí. A humanidade sempre teve os seus tabus, suas crendices, variando de acordo a cultura de cada povo.

Casa velha abandonada

O viajor que se envereda pelos sertões, ao descer uma baixada ou contornar uma colina, se surpreende de quando em vez, pela imagem sombria de uma velha casa abandonada no meio da paisagem. Não importa se um casebre, se um antigo casarão com várias janelas ou simplesmente uma choupana coberta de palhas.

História de Paramirim: Quinzinho e Major

Aproveitando-se do conteúdo de uma curiosa nota publicada pelo Jornal O Grito na página 03 de sua primeira edição com o título RESGATANDO A HISTÓRIA e a notícia do falecimento de Joaquim Alves de Magalhães, passo a falar sobre Quinzinho e Major, matando dois coelhos com uma só cajadada. 

A Paramirim Eventos publica, compartilha e distribui informações sobre Paramirim, eventos, entretenimento, tecnologia, ciência e cultura.

NEWSLETTER

Receba um resumo das notícias da Paramirim Eventos e fique informado sobre os últimos acontecimentos.