Na festa do piseiro foi um aguaceiro só

1
13124
Na festa do piseiro foi um aguaceiro só

Com direito a palco, barracas armadas a rigor e outros ingredientes de festa de largo, a turma do piseiro ornamentou a principal praça da cidade, neste final de semana, para comemorar a vitória do 40 conforme manda o figurino.

Se assim não aconteceu na noite de Sábado (08), pelo menos se planejou por que enquanto a moçada cuidava do visual, se preparando para o piseiro, o céu se encapuzava e uma insistente chuva daquelas que não chove nem molha caia sobre a cidade diminuindo os ânimos de muita gente que vestiu o amarelo durante a campanha. Mesmo assim, a festa foi realizada, pois quando se trata de comemorar uma vitória, até debaixo d’água a galera comemora.

Se a praça não lotou, os corações não deixaram de pulsar e o ritmo quente do sertanejo cadenciado num piseiro só se fez ouvir por toda parte que agora já não era mais repetido no refrão “ Eu vou votar no meu candidato e sim eu votei no meu candidato da cabeça aos pés” confirmados pelos 6.427 votos consagrados nas urnas aos vencedores. ”

Por toda parte, as redes sociais repetiam a mesma pergunta: Será que vai chover? Enquanto os pingos persistentes insistiam em lavar a praça maquiada para a festa da vitória, os mais afoitos diziam “ chuva miúda não molha ninguém ”. Tanto é que a partir das dez da noite até as tantas da madrugada as bandas Xodó da Bahia e Temporal mostraram que a praça Santo Antônio agora é do 40 e na Terra da Boa Gente, Beto é o maior.

Se foi pouco, muito ou bastante, se choveu ou não choveu, se tocou ou deixou de tocar, nada disso importa. Quem tem boca fala o que quer. O curioso é que alguém num rasgo de saudosismo passou cantando, ” Oh deixa chover, oh deixa molhar por que na chuva é melhor de se brincar “.

Assim rompeu e terminou a noite de sábado que já não era mais a noite da “correria” ou da pega aqui solta acolá da véspera da eleição. A turma do Fomos Livres para Mudar, de galocha e guarda-chuva, mostrou que atrás do Saruê só não vai quem já morreu e que na terra de Santo Antônio por incrível que pareça 40 é maior que 55.

Que os amigos do Bigode me perdoem por esta crônica um tanto desajeitada. Fiz apenas para não deixar o fato sem registro. Qualquer um faria o mesmo. Pudera, tantos anos se passaram que até perdemos o jeito de descrever uma festa. Porém, em momento algum, deixei de pensar que na melhor da hipótese, tudo acontece na hora certa. Nem a chuva, nem o sol, nem o frio, nem o calor tiram o significado das comemorações, porque ele não se estampa no rosto, ele se aloja nos corações.

Publicidade

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui