Homenagem a Zé de Chico

2
7169
Homenagem a Zé de Chico
Zé de Chico – Foto reprodução Facebook

Seja qual for o momento das celebrações de corpo presente, seja qual for o horário do seu sepultamento onde estivermos, é mais do que justo fazermos no mínimo um minuto de silêncio in memoriam ao grande cantor riopirense falecido ontem, quando retornava a sua cidade natal.

Pode-se dizer sem nenhuma dúvida que o interior da Bahia está de luto pela sua perda. Não só os seus conterrâneos e familiares comungam essa dor, mas todos aqueles que o conheceram, ouviram, cantaram e dançaram as suas músicas.

Como é imprevisível o destino, Zé!  Logo você que com o seu vozeirão lotava as praças nas noites festivas do sertão. Logo você que atraia multidões em delírio pelo ritmo quente ou melancólico de suas músicas. Logo você Zé que sempre conviveu com o povão.  O destino impôs que você se despedisse para sempre de todos, sem se quer ter alguém por perto para lhe estender a mão. Para lhe dizer vai com Deus Zé ou pelo menos para contar os detalhes de sua partida.

Se pudéssemos reunir num só painel os lamentos proferidos nas redes sociais dando conta ou pedindo informações sobre o trágico acidente automobilístico que lhe tirou a vida na noite de ontem (13) todos eles estampando a dor da sua perda, restariam ainda muitos lamentos a acrescentar tamanha a sua amizade, a sua aceitação e o bem querer do sertanejo devotado a sua pessoa.

Você Zé, não partiu por acaso. Cada um de nós tem o seu fadário. Você deixou o convívio dos amigos e dos fãs, dos familiares e dos conterrâneos, mas não saiu da mente e dos corações de todos que curtiam a sua amizade e a cantoria de seus ritmos. Brevemente você estará integrando a seleção de outros artistas que tiveram destino idêntico ao seu. Nos palcos do céu, você vai se juntar a Francisco Alves, João Paulo, Jessé, Claudinho, Evaldo Braga, Cristiano Araújo e tantos outros que perderam a vida em acidentes semelhantes.

É lamentável, mais é necessário dizer que na sua pessoa partiu não só o artista, não só o cantor, mas também o cidadão, o pai de família, o esposo, o filho querido, o vizinho, o conterrâneo, o irmão camarada que muito fez no desempenho de sua arte e no exercício da sua cidadania.

Sabemos que não é fácil para os seus familiares, amigos, colegas e fãs segurarem a barra sem conter o pranto, sem lastimar a sua irremediável perda. Deus proverá o consolo e o conforto como tem provido em diversas outras circunstâncias. A resignação é o melhor balsamo, principalmente se nutrido pela crença e a esperança de uma vida superior e pela compreensão de que este é o caminho de todos nós.

Com certeza, Rio do Pires haverá de ter outros São Pedro, Paramirim outros Santo Antônio, Macaúbas e Tanque Novo outros São João. Com certeza, o sertão haverá de ter outras festanças, as multidões voltarão a encher as praças, os palcos das cidades estarão iluminados, outras orquestras virão e outras vozes suceder-se-ão e você Zé estará presente em todos eles, como sempre esteve em outras ocasiões com o seu jeito simples, com o seu estilo, com a sua voz inconfundível, com o seu carisma. Enquanto houver forró, enquanto houver festa de largo haverá um forrozeiro, mas fique certo Zé os que te acompanharam e te admiraram aqui na terra, haverão de te acompanhar nas tuas cantorias pelas praças do céu em infinitas orações.

Com esta simples, mas sincera homenagem, Zé de Chico, o site Paramirim Eventos une-se a todos que estão a chorar a tua partida para te agradecer pelos momentos de extrema alegria que você proporcionou a todos nós quer nas noitadas juninas, nas suas andanças pelo Morro do Fogo, nas vaquejadas, nos rodeios e em muitos outros momentos. Queremos te agradecer com o mesmo grito de guerra que você ouviu por milhares de vezes. Valeu ZE!

Publicidade

2 COMENTÁRIOS

  1. Lamentável a partida desse rapaz. Ainda tinha um longo caminho com sua alegria. Que sua alma descanse em paz !

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui