Quinta, 18 Outubro 2018

Desfile de fuscas em Paramirim

Quem diria! Depois de anos e mais anos fora do mercado, o fusca volta a ser vedete em Paramirim. Confesso que fiquei surpreso quando os vi desfilando rua a baixo, rua a cima, nos fazendo lembrar um rosário de miniaturas coloridas se esticando na passarela, atrás de um carro de som. A cidade em peso se postou nas calçadas para vê-los passar.

Feliz iniciativa, sem muito alarido, é claro. Tudo vale a pena, quando a alma não é pequena, dizia o poeta Fernando Pessoa. Cada coisa no seu tempo, no seu devido lugar e na hora certa. Se temos desfiles de vaqueiros, caminhoneiros, ciclistas e estudantes, por que não termos também um desfile da Volkswagen, os “bundinhas quente”, como eram chamados na gíria automobilística. Bela invenção alemã para agradar a classe popular.

Daqui para frente, como já tem acontecido, outras ideias com certeza serão transformadas em novos eventos, para ressuscitar ou valorizar outros produtos em vias de desaparecimento, a exemplo do carro de boi, por ter sido o primeiro veículo de tração animal do Vale do Paramirim. Bela ideia! Repito. A melhor forma de valorizar as coisas do passado é curti-las, respeitá-las, dando a cada uma o seu devido valor.

O fusca foi o carro preferencial de muita gente em Paramirim, como foi em todo o Brasil, principalmente na década de setenta. Foi um modelo que agradou a gregos e troianos (pobres e ricos) por se adaptar às estradas do sertão e não ocupar muito espaço nas vias públicas das grandes cidades. Foi o carro mais vendido em 1972. Esteve presente no cinema, na televisão, na literatura e na música popular brasileira. Quem não se lembra do Fuscão Preto da década de oitenta, gravada inicialmente por Almir Rogério. O fusca de fato teve a sua história.

No desfile de domingo, 16 de novembro de 2014, as gerações mais recentes de Paramirim puderam conhecer parte desta história, estampada nas cores branca, azul, lilás, roxa, verde, prata, vermelha e tantas outras, cada uma condizente ao gosto do proprietário. Foram trinta e quatro ao todo, uma boa parte procedente de cidades vizinhas, com o seu ronco tradicional, sua buzina discreta e seus condutores felizes da vida por mostrar que o fusca ainda é o carro de curtição prá muita gente.

{eventgallery event='desfilefuscas' attr=images mode=imagelist max_images=5 thumb_width=50 offset=0 }

Tags:

Comentários (0)

Rated 0 out of 5 based on 0 voters
Ainda não há comentários publicados aqui

Deixar seu comentário

Publicar comentário como convidado. Ou faça o login ou Cadastre-se para criar uma conta
Anexos (0 / 3)
Share Your Location

A Paramirim Eventos publica, compartilha e distribui informações sobre Paramirim, eventos, entretenimento, tecnologia, ciência e cultura.

NEWSLETTER

Receba um resumo das notícias da Paramirim Eventos e fique informado sobre os últimos acontecimentos.

0
Shares