Do porquê o feminicídio ser um agravante.

0
739
Do porquê o feminicídio ser um agravante.

Outro dia ouvi alguém dizer que matar uma mulher “porque ela é mulher” é um crime como qualquer outro, que não deveria ser tratado em modo particular. Não sou uma especialista em direito penal, não sofro violência de gênero, não moro num país violento mas sendo mulher não posso e não consigo ficar indiferente à questão.

Eu acho que as leis evoluíram no sentido de serem mais justas e isso implica, a meu ver, a certeza que um crime não é igual a outro: “Você roubou um pão” “mas eu tava com fome”, “não interessa vou cortar sua mão”. Felizmente esse tipo de justiça já foi superado na maior parte dos países.

O que ainda persiste e os números sobre o assunto não negam é essa prática vergonhosa de que a mulher e o seu corpo, o seu pensamento e a sua vida pertencem a um homem e por isso ele tem o direito de “retomar” o que nunca na realidade foi seu.

Eu sei que nesses casos existem criminosos desequilibrados mentalmente mas a maioria esmagadora das 14 mil mulheres assassinadas no Brasil por ano morreu na mão de gente normal que agiu conscientemente.

Como é que vamos acabar com isso? Se não parece tão óbvio que esse crime não é igual aos outros senhor “mas-eu-tava-brincando-quando-eu-falei-isso” eu vou lhe dar um motivo muito sério para pensar melhor sobre o assunto. Você acha que a mulher é a única vítima dessa situação? A violência na família condiciona o desenvolvimento da criança e reflete no seu comportamento futuro principalmente se ela viu a mãe ser assassinada pelo pai.

Ainda não tá clara a diferença? O senhor “mas-eu-tava-brincando-quando-eu-falei-isso” acha que morrer em casa, na sua cama, pelas mãos do seu companheiro é a mesma coisa que morrer em um assalto, em um acidente de trânsito? O senhor acha que uma mulher é assassinada por um ímpeto inesperado? Ou ela sofreu meses, anos e às vezes décadas inúmeros tipo de violência até chegar a perder a vida?

Então faça-me um favor, tire proveito do cérebro que a natureza lhe concedeu e rapidinho senhor “mas-eu-tava-brincando-quando-eu-falei-isso” você vai perceber porque o feminicídio tem e deve ser um agravante.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui