Diretor da casa de apoio em Barretos faz palestra em Paramirim

0
8175

“Uma dor, quando compartilhada, passa a ser meia dor”. Esta e outras palavras tais como solidariedade, desprendimento, amor ao próximo, reconhecimento, voluntariedade, atitudes constituíram a tônica da palestra realizada na manhã de ontem (16) na Câmara de Vereadores de Paramirim por Dr. Eduardo Tadeu, Diretor da Casa de Apoio da cidade de Barretos, São Paulo, da qual participaram algumas autoridades, funcionários da área de saúde e um grande número de pessoas, a maioria delas ali presentes para darem os seus testemunhos pela forma humanitária como foram tratados pelos dirigentes desta instituição em momentos de angustia e dor.

Palestra com o Diretor da Casa de Apoio em Barretos

O evento teve por objetivo informar os serviços prestados pela CAASE (Casa de Apoio Amigos da Saúde) aos pacientes e seus acompanhantes que buscam atendimento na cidade de Barretos pelo Hospital do Câncer. Além do palestrante, esteve presente no evento sua esposa Dra. Sandra Regina (médica) que também é voluntaria da casa e grande colaboradora do projeto.

Dr. Eduardo é farmacêutico-bioquímico, nasceu no povoado de Itaguaçu, Livramento de Nossa Senhora, Bahia, trabalhou em São Paulo, transferiu residência, posteriormente, para a cidade de Barretos, onde fundou em 2003 a Casa de Apoio destinada a receber pacientes carentes de todos os lugares que buscam tratamento no Hospital do Câncer daquela cidade.

Explicou o palestrante que um dos objetivos da casa é auxiliar, orientar e acompanhar o paciente, identificados com câncer, desde a marcação de exames, o seu deslocamento e a internação hospitalar quando for preciso e que todo o trabalho da Casa de Apoio é realizado através de voluntários tanto da cidade de Barretos como de outras, a exemplo de Livramento, Dom Basílio, Paramirim e Juazeiro da Bahia.

Frisou também, que a Casa por ele dirigida passa por constantes vistorias da vigilância sanitária, para garantir e oferecer aos seus pacientes e acompanhantes o máximo possível de conforto e higiene. Fica a poucos metros do Hospital, dispõe de 46 leitos em oito dormitórios, sala de televisão, garagem, com um corpo de voluntários muito dedicado e devidamente treinado. É mantida através do apoio que recebe de várias empresas e outros colaboradores.

Sobre o Hospital do Câncer, informou que este estará realizando no dia 27 de novembro uma grande caminhada em todo Brasil. Trata-se de um projeto (PASSOS QUE SALVAM) cuja renda resultante da venda de um Kit (camiseta, boné e outras peças) é toda ela destinada ao tratamento de crianças com câncer.

Os pontos mais emocionantes da palestra foram os depoimentos prestados por várias pessoas dentre os presentes, testemunhando a qualidade dos serviços prestados pela CAASE não só na sua parte material, mas sobretudo, pela solidariedade, pelo respeito à dor dos pacientes e pelo espirito humanitário que predominam nos voluntários, como se todos que ali são assistidos, formassem uma grande família.

Quanto à captação de recursos, a casa disponibilizou através da professora Neumar, sua representante legal em Paramirim, vários carnês para todos aqueles que queiram colaborar com uma quantia mínima de R$ 5,00 mensal.

Nas suas palavras finais, o palestrante agradeceu a receptividade dos presentes, enfatizando que a Casa de Apoio de Barretos estará sempre aberta para todos que dela necessitarem, como já aconteceu por mais de uma vez. Ressaltou também que gostaria de contar com a sociedade paramirinhense para abraçar esta causa da forma mais voluntária possível para que o projeto CAASE continue cada vez mais forte em busca de seus objetivos.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui