Correu água no sertão

0
4357
Correu água no sertão de Paramirim

Mais do que futebol, política e violência, a palavra chuva é a mais pronunciada pelo sertanejo em qualquer época do ano. Faz parte de sua conversação, seja no campo ou na cidade. Sempre que um amigo, vizinho ou conhecido se encontra, logo puxa conversa sobre o assunto.

A misericórdia divina, afirma o nordestino, quando tarda, vem em bom caminho. Dito e feito. Foi o que aconteceu na noite de ontem. Após alguns meses de estiagem, a água volta a correr no entorno de Paramirim. Confirmavam-se as previsões divulgadas pelos serviços de meteorologia.

Passava-se das dezenove horas, quando os primeiros pingos começaram a tamborilar no telhado nos fazendo lembrar os bons tempos de outrora. O nevoeiro formado ao cair da tarde mostrou que quando Deus quer nada é impossível. Tudo acontece na hora certa, segundo às suas determinações.

Não fossem os fortes relâmpagos, bem que seria melhor. Um rápido apagão nos deixou às escuras por alguns segundos e o que a princípio parecia um vendaval transformou-se numa chuva calma, benfazeja e continua, se prolongando até a manhã de hoje.
Com o início das águas renascem as esperanças, dissipa-se o calor sem trégua que nos sufocava. Como num passo de mágica a natureza se reabilita. Brevemente, a asa branca voltará ao sertão. A chuva é de fato uma benção divina.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui