Água Quente perde Juca da Barra

0
9027

É com grande pesar que noticiamos o falecimento do Sr. José Augusto Almeida, mais conhecido por Juca da Barra, ocorrido ontem à noite (17), a caminho de um Hospital em Paramirim, Bahia.

O Sr. José Augusto foi negociante em Água Quente por muitos anos com ponto comercial estabelecido na Praça da Matriz, ao lado de sua residência, muito próximo à margem esquerda do Rio Paramirim.

Era também dono de pequenas glebas de terras nos sítios Malhada Grande e Lagoinha, onde praticava a agricultura e a pecuária, preservando suas raízes ligadas ao campo lembrando os seus antepassados.

Como político, Juca foi vereador no município de Paramirim, atuando decididamente na luta pela emancipação política-administrativa do Distrito de Água Quente, efetivada pela lei estadual nº 1.659, de 5 de abril de 1962.

Foi eleito vereador no pleito de 3 outubro de 1958 pelo Partido Social Democrático (PSD) com 103 votos, sendo o 4º mais votado do seu partido. Foram seus companheiros de Câmara no quatriênio 1959-1963: pelo PR, Altino Rodrigues, Clemente Pereira da Silva, Jose Cândido Sobrinho e José de Oliveira Nunes; pela UDN, Antenor Domingues de Madureira, João Barbosa Filho, João Pereira e Silva e Otávio José de Azevedo e pelo PSD, Arlindo Francisco de Souza, Assuero Vieira Azevedo e Augusto de Oliveira Brasil, todos já falecidos, com exceções de João Pereira e Silva e José Cândido Sobrinho, que não sabemos informar.

No campo político, Juca era um idealista, comunicativo e sempre atualizado com os acontecimentos nacionais e locais, apesar de ter apenas o curso primário incompleto. Dedicou a sua vida em favor de causas nobres, dentre as quais a educação dos filhos até o nível superior.

Em Água Quente, o Sr. José Augusto Almeida deu continuidade à sua vocação política elegendo-se vereador mais uma vez pelo PSD, na primeira eleição realizada neste município em 7 de outubro de 1962, pleito em que foi eleito prefeito o cidadão Érico Cayres Cardoso. A Câmara se instalou em 7 de abril de 1963 e Juca elege-se seu primeiro presidente para um período de 2 anos.

Nos dois últimos pleitos eleitorais, volta a se concorrer a uma vaga no legislativo municipal. Em 2008, pelo Partido Progressista (PP) e em 2012 pelo Partido Progressista Social (PPS), sem, no entanto, obter o respaldo dos votos necessários para se eleger. Nesse período, fez parte das Coligações “Muda Água Quente” integrada pelo PT/PP/PC ”E Por Amor a Água Quente” composta pelo PP/PT/PTB/PSL/PSC/PPS/PSB/PSD.

Era filho de Augusto Francisco de Almeida e D. Idalina Maria de Jesus. Nasceu em 28 de janeiro de 1929, no Distrito de Água Quente, na época pertencente ao município de Paramirim. Foi casado com dona Hermelina Trindade Almeida, filha do Sr.Júlio José Trindade.

Deixou as filhas Eurli Trindade Almeida, formada em advocacia, Zuleide (já falecida) e Maria Zuma, professora, única residente em Érico Cardoso.

O seu sepultamento ocorreu hoje ás 16:00 h no cemitério do povoado da Barra, município de Érico Cardoso sua terra natal.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui